• Clau Gazel

Dez dicas para o expatriado aprender a língua local

Dica é dica e segue quem quiser. Mas tudo o que escrevi abaixo são coisas que vivi nesses anos todos em Paris ou então que observei na convivência com outros brasileiros e estrangeiros que vivem aqui. Acho realmente que funcionam. Mas cada um se adapta e faz o que pode. Muitas vezes não há tempo para a preparação da língua antes de viajar, mas se for possível, encontre um professor para te ensinar a falar a língua. A comunicação é o que tornará sua vida de expatriado mais fácil.

1. Esqueça a Globo Internacional e os canais em português: nunca assisti canal brasileiro por aqui e foi assim que percebi que a TV ajuda para caramba no aprendizado da língua, especialmente os jornais. No começo é difícil, depois, vai entrando na mente. Tente!

2. Vá ao cinema assistir aos filmes da língua local. Isso é bom não apenas para aprimorar o aprendizado, mas para compreender a cultura  do seu novo país.

4. Leia livros, jornais e sites na língua do país.

3. Num primeiro momento, esqueça o dicionário. Tente entender o contexto de filmes, livros e reportagens sem recorrer a ele. Se tiver um, que seja um dicionário e não um tradutor. Ou seja, inglês para inglês, francês para francês etc

4. Se você já tem noções básicas e consegue ler a língua, deixe de lado os cursos focados em gramática e escrita. Vá para a rua, fale com as pessoas, lei o jornal local.

5. Não tenha medo de errar nem de perguntar o que não entendeu. É assim que se aprende. Isso vale para a feira, o supermercado, o restaurante e os amigos.

6. Dê autorização expressa aos amigos para te corrigirem. Chateia mas vale a pena. Eu garanto que vale!

7. Procure cursos diversificados para variar o vocabulário. Vale de tudo: costura, tricô, foto, encadernação e até história da arte.

8. Não se feche numa comunidade brasileira: isso atrapalha demais a desenvoltura da língua local.

9. Priorize viajar e conhecer o próprio país que escolheu para morar.

10. Não sei isole da vida local ao receber visitas; fazer turismo com os amigos e a família pode ser bom para curtir e ficar junto, mas não ajudará na adaptação. Use com moderação!

Leia também: A professora de francês

#comosevirarnumpaísestrangeiro #dicasdeParis #dicasparaexpatriados

1 view0 comments