• Clau Gazel

Grande Galerie de l’Evolution

Assim como a Galerie de Paléontologie e o Zoológico, a Galerie de l’Evolution fica no Jardin des Plantes. Os três juntos podem garantir a felicidade da criançada – e também dos pais – em Paris!


A Galerie de cara já impressiona: são 6 mil metros quadrados onde estão expostos mais de 4,5 mil animais empalhados ou taxidermizados, divididos em 3 andares. No centro do edifício, a nave central, com 30 metrôs de altura, dá ao local a magnitude que ele merece. Inaugurada em julho de 1889, poucos meses depois da Torre Eiffel, o museu passou por um logo período de dificuldades, uma vez que após a Segunda Guerra Mundial toda a coleção sofreu danos por conta da umidade e da falta de aquecimento. Em 1966 foi declarado o fechamento do museu, que só fora reinaugurado em 1994, por François Miterrand. A exposição permanente encontra-se dividida desta forma: a diversidade dos seres vivos, a intervenção do homem e a evolução da vida. Para visitar com calma e conseguir se aprofundar nos detalhes é necessário uma tarde inteira. Destaque para o rinoceronte real que viveu em Versailles e conheceu Luis XV e para a Lula Gigante capturada em 2000.


Anote: Jardin des Plantes – 36, Rue Geoffroy Saint Hilaire, estações Jussieu (linhas 7 e 10) e Austerlitz (linhas 5 e 10). Funcionamento 10/18h, todos os dias da semana, exceto às terças. Ingresso: tarifa integral – 7 euros;  tarifa reduzida – 5 euros. Se optar por visitar mais de um lugar dentro do Jardin des Plantes, no segundo lugar a ser visitado, ainda que não seja no mesmo dia, você poderá pagar a tarifa deduzida. Questione na bilheteria.

#dicasdeParis #GrandeGaleriedelEvolution #oquefazercomascriançasemParis

0 views0 comments