• Clau Gazel

Paris para ler: Une gourmandise, de Muriel Barbery

O maios crítico gatronômico do mundo, à beira da morte, se perde entre lembranças em busca de um sabor que o conquistara.  A sardinha feita pela avó, os vinhos que lhe foram apresentados precocemente por um tio, os suculentos tomates da horta de sua tia, as cocottes, as ervas, os odores.  Mas não é nada disso. Existe algo que ele não se lembra, que ele não consegue se lembrar. E é exatamente esse seu último desejo: colacar entre os lábios e degustar pela última vez esse “não seu o quê”. São quase 170 páginas (na versão francesa publicada pela Gallimard) em que o leitor é convidado a, através das recordações do personagem, passear por sabores típicos da gastronomia francesa. É desses livros que não dá vontade de parar de ler… e que dá uma fome! A obra levou o Prix du Meilleur Livre de Littérature Gourmande em 2000. A obra foi traduzida em mais de 10 linguas e no Brasil recebeu o nome de A morte do gourmet (Cia. das Letras).  Muriel Barbery também é autora de  A elegância do Ouriço, que acabou indo parar nas telas do cinema em 2010.


#dicasdeParis #livrossobreParis

0 views0 comments