• Clau Gazel

Cores e estampas de pirar em Londres

Eu passaria o dia inteirinho aqui! Essas foram minhas palavras ao entrar na Anthropologie, loja de roupas, acessórios e artigos de decoração em Londres. Principalmente pelas coisas de cama e mesa. Copos, pratos, bowls, toalhas, castiçais e edredons. De deixar qualquer um que gosta de cores e estampas absolutamente enlouquecido! Primeiro fui na loja da Regent Street: 3 andares interligados por uma escadaria em madeira, onde fica um jardim vertical. Lindo. Mas eu fiquei meio perdida…. sabe quando você quer tudo, não tem dinheiro para comprar tudo e, então, não sabe nem por onde começar? Caderninhos, copos, pratos, lencóis, colares e quebra-cabeça… e com gente me esperando. Ninguém é obrigado a ter paciência com esse tipo de loucurinha! Subi até o andar dos edredons umas 3 vezes. Fazia carinho nos edredons. Tentava imaginar ele na minha casa em Paris. E no apartamento de São Paulo. Acordava. Descia e tirava fotos do jardim. Voltava para o andar do edredon. Tinha um em promoção. Eu não podia perder essa oportunidade! Mas  acabei levando o quebra-cabeça, que dei de presente para o meu marido e fez o maior sucesso. Antes de deitar, abri o presente para mostrar as peças do quebra-cabeça para a minha mãe. Ele não é lindo?!?! Só que à noite foi difícil dormir. Quando eu fechava os olhos, começava a fazer a lista com tudo o que eu tinha gostado e queria. E aí tive insônia, porque ainda não ganhei na Mega-Sena… essa seria minha única saída, porque cheguei à conclusão que queria comprar a loja, com a escada, o jardim vertical, os três andares e tudo mais. No dia seguinte, com olheiras, programação feita. Rumo à Chelsea,  bairro que vai ganhar um post só para ele. Kings Road, Anhropologie. Não é possível! Essa loja é ainda mais animal do que a da Regent Street. Palpitante, corro para o fundo da loja, para ver os edredons e agarrar logo aquele que eu tinha visto antes. Ufa, consegui. (Obs. você percebe que é louca quando trava uma corrida na qual você é a única participante. Nin-guém estava nem aí para os tais edredons. Ninguém.) E fui com ele para o pub, tomar cerveja e comer batata-frita. Depois de 2 dias, quando chego em Bruges lotada de malas, a dona do Bed and Brekfeast: Ah, você não vai precisar dessa coberta aqui. Não faz frio dentro dos quartos. Achei melhor nem explicar.




No último dia na cidade, mais uma aventura. Liberty, uma loja de departamento moderna, cujo grande atrativo são as estampas. No térreo, gostei dos lenços, mas achei caros demais. Fora isso, relógios, bolsas, tudo o que tem nessas lojas de departamentos européias. Cansei. Mas resolvi ir até o terceiro, ver os tecidos. E começou tudo de novo. Agora, já consciente de que não posso comprar a própria loja, fui um pouco mais contida: essa é a típica loja em que eu encostaria um caminhão e levaria para casa tudo o que tem andar! Escolhi um tecido para fazer almofadas. E uma bandejinha. Eu precisava muito de uma bandejinha da Liberty. Meu pai, sentado numa cadeira, esperava. Minha mãe, enrolada entre os novelos de lã, me ajudava com as estampas. Acabei achando um lenço lindo de colocar na cabeça.  Pena que as galochas, as malas e os caderninhos não couberam no orçamento! Anote: Liberty – Great Marlborough Street com Regent Street, metrô: Oxford Circus; Anthropologie  Regent Street, 158 e King’s Road, 131 e 141.




Agradecimentos especiais: Carol e Helô, pela Anthropologie e Fê, pela Liberty!

#estampasemLondres #ondecomprarartigosdedecoraçãoemLondres #LibertyLondres #DicasdedecoraçãoemLondres #Anthropologie #ondecomprarcoisasparaacasaemLondres

0 views0 comments