• Clau Gazel

Mont-Dol: recanto de paz entre a Normandia e a Bretanha

Dol-de-Bretagne é uma cidade da Bretanha localizada na fronteira com a Normandia que data do Séc. VI, quando teria sido se tornado o primeiro santuário da Bretanha, fundado por  Saint-Samson de Dol, considerado um dos sete santos fundadores da Bretanha.

Atualmente com 5 mil habitantes, abriga a imensa catedral de Saint-Samson, cuja construção foi iniciada no Séc. XII, mas que sofreu diversas alterações de estilo com o passar do tempo, hoje perceptíveis a olho nu. Ela é sem dúvida uma das mais importantes construções do patrimônio histórico religioso da Bretanha e da França.

A poucos quilômetros do que resta das muralhas medievais de Dol, encontra-se o Mont-Dol.  Perdido em meio ao campo cortado pelas ciclovias, o rochedo de granito, que se formara há 600 milhões de ano, domina a paisagem. Por uma ruela pequenina rodeada de casas em pedra típicas da região (algumas delas datam do Séc. XII) atravessa-se o pequeno povoado de 1.200 habitantes e chega-se ao Mont-Dol.

O monte, que fora uma ilha no passado e até o Séc XIX sofria a exploração de seus rochedos, hoje tem 65 metros de altura, é frequentado por escaladores e oferece uma vista magnífica dos campos ao redor da cidade, do litoral e, com tempo bom, do Mont Saint-Michel. Mesmo sendo acessível de carro, a subida a pé é tranquila. Além de um antigo moinho (1843) aberto à visitação, há uma capelinha e uma torre,  na qual é possível subir para ampliar ainda mais a visão magnífica do litoral.










Pode-se dizer que Mont-Dol está em um ponto estratégico para visitar qualquer uma das regiões, especialmente a baía de Saint-Michel (abrange o Mont Saint-Michel) e  o litoral bretão (Saint-Malo, Cancale, Dinard). Mas é, de fato, um oásis de paz em meio a cidades com alta frequentação turística.

Nos pés do monte, fica o Château Mont-Dol. A propriedade que data do Séc. XII foi toda reformada e há 11 anos abriga o Chambre d’Hôte. Com apenas 5 quartos espaçosos e confortáveis, a vista para o imenso jardim é só a primeira grata surpresa ao acordar, antes do delicioso e caprichado café-da-manhã, todo preparado no local pelo chef e proprietário Yannick Goulvestre. Muitas das geleias, pães e tortas levam ingredientes plantados e colhidos pelo próprio chef no jardim do Château. Detalhista e cuidadoso, Yannick não negligencia em nada: foi com a próprias mãos que ergueu e derrubou paredes para construir seu “chambre d’hôte “. E é assim que continua a cuidar dele e de seus hóspedes.







Também é do jardim que vem a inspiração para diversas das criações que Yannick serve no jantar, em sua segunda propriedade, Le Jardin des Simples, que fica ao lado do château. Num menu único, a casa propõe apenas um serviço, às 19h30, mediante reserva, no qual os hóspedes tem a opção apenas de incluir ou não a bebida alcoólica. Da entrada à sobremesa, tudo passa pelas mãos de Yannick, que, orgulhoso de sua horta, privilegia suas ervas e flores perfumadas, seus legumes saborosos e suculentos. Para o prato principal, o chef faz questão de trabalhar com os magníficos peixes e frutos-do-mar da região.





Um lugar especial que recomendo para curtir as férias, visitar a região, caminhar, andar de bike ou simplesmente para quem quer respirar os ares do interior da França, estar pertinho do mar, comer e dormir bem!

Anote: Mont-Dol – Château Mont-Dol e Le Jardin des Simples; quartos: a partir de 100 euros; menu do jantar: 35 euros sem bebida 39 euros com bebida/pessoa; aprox. 360 Km de Paris e 20 Km de Saint-Malo (estação de trem TGV a partir de Paris).

#oquevisitarnaBretanha #ChâteauMontDol #MontSaintMichel #MontDol #oquevisitarnaNormandia #Bretanha #dicasdoMontSaintMichel #ondesehospedarnaBretanha #Bretagne #LeJardindesSimples

0 views0 comments

©2019 by Paris na Veia. Proudly created with Wix.com