• Clau Gazel

Os melhores programas culturais deste inverno em Paris

Paris está repleta de novidades imperdíveis em termos culturais. De retrospectivas a novos espaços culturais, tem programas para todos os gostos. Confira nossas dicas!

Cores e mais cores

Niki de Saint Phalle no Grand Palais – com suas Nanas gigantes, seus desenhos infantis e esculturas sinistras, a artista francesa autodidata e feminista, Niki de Saint Phalle, está muitíssimo bem representada nesta incrível exposição. Grand Palais – Avenue du Général Eisenhower – 75008; de 17.09.2014 a 02.02.2015 – qua/seg. 10h/22h; dom e seg. até 20h; ingressos 13 euros; metrô Champs-Élysées Clemenceau/linhas 1 e 13.


Niki de Saint Phalle_Grand Palais_A VIagem Certa 4

Sonia Delaunay no Musée d’Art ModerneLes Couleurs de l’Abstration é a primeira retrospectiva consagrada à artista em Paris desde 1967. Cores fortes e constrates marcantes fazem parte da obra da artista desde seus primeiros retratos até suas gigantescas telas abstratas, passando pelo magníficos tecidos criados em sua estamparia. Musée d’Art Moderne de la Ville de Paris; 11, avenue du Président Wilson – 75016; metrô Alma-Marceau ou Iéna (linha 9); ter/dom. 10h/18h e qui. até 22h; ingressos 11 euros; 17.10 a 22.02.2015.


Sonia Delaunay_Baile

Impressionismo no ar

 Paul Durand-Ruel – Le pari de l’impressionisme, no Musée du Luxembourg – Paul Durand-Ruel (1831-1922) foi na realidade o grande entusiasta e propulsor da carreira dos artistas impressionistas. Obras nunca antes reunidas mostram a importância do marchand para o crescimento e reconhecimento do referido movimento artístico. Musée du Luxembourg, 19, Rue de Vaugirard;  de 09.10.2014 até 08.02.2015; seg e sex. 10h/22h, ter/qui. 10h/19h e sáb/dom. 10h/20h (seg. até 22h); ingressos: 12 euros; metrô Saint-Suplice/linha 4.

 Impression, soleil levant no Marmottan Monet – a exposição tem como objeto o quadro de Monet que deu origem ao nome do movimento impressionista. 2, rue Louis-Boilly; ter/dom. 10h/18h e qui. até 20h; ingresso 10 euros (coleção permanente + exposição); metrô La Muette/linha 9.

Arte Contemporânea nas veias

Fondation Cartier pour l’ Art Contemporain – a Fondation Cartier completou 30 anos e organizou, desde o início do ano, uma série de exposições e isntalações organizadas por artistas que fazem parte dessa longa história. Atualmente recebe Guillermo Kuitca e Diller Scofidio + Renfro, duas instalações que vão definitivamente mexer com seus sentidos. Fondation Cartier pour l’art Contemporain – 261, boulevard Raspail – 75014; 25.10.2014 a a 22.02.2015; ter/dom.  11h/20h (ter até 22h); ingresso – 10,50 euros; metrô Raspail/linhas 4 e 6.


Fondation Cartier_Diller Scofidio_A Viagem Certa5

Fondation Louis Vuitton – acaba de ser inaugurada em Paris este gigante da arte contemporânea. Num prédio gigantesco e com arquitetura fenomenal, concebido por Franck Gehry, a fundação promete ser um dos importantes centros de referência da arte contemporânea da Europa. A exposição inaugural tem como objeto, justamente, o projeto arquitetônico. 8, Avenue du Mahatma Gandhi – Bois de Boulogne – 75016; qua/seg. 12h/19h; sex. até 23h; sáb. e dom. 11h/20h; ingressos 14 euros (incluindo Jardin d’Acclimatation; metrô Les Sablons/linha 1.


Fondation Vuitton
Vuitton Fondation

O mais esperado

Musée Picasso – Após anos de reforma, o Musée Picasso de Paris reabriu suas portas  no dia 25 de outubro. E o que espear? Mais de 600 obras, entre telas, esculturas, fotos e documentos, numa mansão magnífica no bairro do Marais. 5 rue de Thorigny – 75003; ter/sex. 11h30/18h e sáb/dom. 9h30/18h; ingressos 11 euros; metrô Saint-Paul/linha 1.

#dicasdeParis #exposiçõesemParis #exposiçõesparacurtiroinvernoemParis #exposiçõesParis20142015

0 views0 comments