• Clau Gazel

Paris revê obra de Chaïm Soutine, Para Casa Vogue Brasil


Portrait d’ homme, 1922-23 

Depois de quase 40 anos da última exposição sobre Chaïm Soutine, o Musée de L’Orangerie reúne mais de 70 obras, de colecionadores públicos e privados e traz um novo olhar sob a perturbadora e controvertida obra do artista russo, que chegou a Paris em 1913, com 20 anos de idade, e logo descobriu sua arte ao entrar em contato com os grandes mestres no acervo do Musée du Louvre. Os 22 quadros de propriedade do próprio museu são o fio condutor da exposição Chaïm Soutine (1893-1943) – l’ordre du chaos (“a ordem do caos” em português). – Claudia Gazel, para Casa Vogue Brasil, em 07.11.2012. Para ler a matéria completa, clique aqui.

#dicasdeParis

0 views0 comments