• Clau Gazel

Que venha a Primavera

A verdade é que o longo inverno europeu cansa. E a pequena demonstração do clima da primavera já deixa todo mundo agitado em Paris. Como as altas temperaturas do primeiro final de semana de março, a galera já se empolga e vai às ruas, invade os parques e praças. Oficialmente a primavera começa apenas nesta sexta-feira, dia 20 de março, e o horário de verão, no dia 29/03. Mas este post é para você que programou sua viagem para os próximos meses já ir se organizando. E para que curta muito a primavera por aqui!


PASSEIOS AO AR LIVRE

Todo parque em Paris tem seu charme, especialmente como o início da primavera. Além dos conhecidos Luxembourg e Tuileries, já pensou em conhecer outros lugares mais isolados, porém tão lindos quanto?

Promenade Plantée e Jardins de Reuilly – é uma passarela suspensa, que acompanha a Avenida Daumesnil da Place de la Bastille até as imediações do Bois de Vincennes, passando pelo Jardin  de Reully. Projetada por Philippe Mathieux e Jacques Vergely, ela foi construída no lugar de uma antiga linha de trem, que encerrou suas atividades em 1969. O caminho todo arborizado tem cerca de 4,5 Km e atravessa o 12º arrondissement.


Parc Floral e Bois de Vincennes – um bosque que fica na zona limítrofe da cidade, ao lado do castelo de mesmo nome. Perto dele fica o Parc Floral, um lugar delicioso para passear, fazer piquenique e passar o dia inteirinho. Para as crianças, tem um parquinho interessante.

Parc des Buttes Chaumont – com seus quase 25 hectares, é um dos maiores de Paris. E um dos mais bonitos. Localizado no 19º arrondissement, a construção do parque no local de uma antiga pedreira fez parte do plano de reurbanização de Paris elaborado pelo Barão Haussmann e foi inaugurado em 1867, ainda sob o reinado de Napoleão III. Tem muito espaço para piquenique e para tomar sol.

Parc de Belleville – diferente de todos os outros parques da cidade e afastado do centro, ele fica num bairro alto e, por isso, é cortado por algumas escadarias, entre as quais você pode se perder para apreciar a vista da cidade, que é magnífica.


PARA BEBER E JOGAR CONVERSA FORA

Barcos à beira do Sena – chamados de “peniches”, os barcos que ficam à margem do Sena funcionam como bares ou boates. É um programa típico, descontraído e delicioso para os dias ensolarados.



Canal Saint-Martin – o canal que foi um dia um bairro largado às traças, hoje é cheio de agito: bares, restaurantes e muita gente zanzando para lá e para cá ou bebendo às suas margens.

Canal de L’Ourcq – O Canal de l’Ourcq é um canal vem do interior em direção à capital francesa e tem 96 Km. Ele adentra Paris pela região norte, no 19e arrondissement, e chega até a Bassin de la Villette. Hoje em dia, a região do Canal de l’Ourcq e do Bassin de laVilette virou um super programa para os parisienses, especialmente nos dias de altas temperaturas! Ali não há, como na região do Canal Saint-Martin (10e arrondissement), bares, restaurantes e lojas moderninhas e descoladas que roubam a atenção; o programa principal é se largar nas margens do canal e ver o dia passar. O terreno em terra fina é perfeito para a prática de petanque, esporte que parece bocha, mas que não é e do qual eu não entendo nada!



PARA SE LOCOMOVER EM CLIMA DE PURA LIBERTÉ

Velib’ – qualquer um pode alugar uma magrela para sair andando pela cidade. Bem mais rápido e prático do que andar a pé. E o melhor: dá para ir vendo tudo pela cidade! Você pode alugá-la pela internet, daí do Brasil mesmo.

#dicasdeParis #parquesemParis #primaveraemParis #programasaoarlivreemParis

©2019 by Paris na Veia. Proudly created with Wix.com