• Clau Gazel

Guia de bares em Paris

É verdade que a gastronomia é o ponto forte em Paris. Mas com as temperaturas em alta todos querem mais é saber de ir para as ruas “boire une verre”, especialmente no fim da tarde e aos fins-de-semana. E há bares deliciosos para fazer isso na capital francesa! Testei todos eles para vocês.

Canal Saint Martin – foi ao redor dele que os parisienses criaram um jeito especial de viver, de respirar Paris. O “quartier” nunca esteve tão na moda. Restaurantes, bares, lojas, hotel boutique e até uma pizzaria que entrega pizza à beira do canal. Para chegar lá: metrôs Jacques Bonsergent/linha 5 ou Goncourt/linha 11.

Hotel du Nord – restaurante super fofo e bem frequentado que fica de frente para o Canal. Ótimo local para tomar um rosé  bem gelado numa mesa na calçada. Anote: 102, Quai de Jemmapes; 9/1h30; almoço 12/15h e jantar 20/24h.


 Le Verre Volé – tem 2 casas no bairro; numa funciona um bistrô e a outra é apenas uma cave. Carta de vinhos variada de qualidade e queridinho no bairro.

Pink Flamingo – basta ir até a pizzaria, escolher sua pizza e deixar pago. Você receberá uma bexiga (foto abaixo) como prova do seu pedido. Fique no canal, nas imediações da Rue Bichat, com a bexiga à vista e o seu pedido será entregue! Tem cerveja artesanal, de fabricação própria. Anote: 67, Rue Bichat; todos os dias das 19/23h30; às terças e sábados também 12/15h; domingo o dia todo, sem interrupção.


L’Atmosphere – restaurante cujas mesas na calçada, com vista para o canal, são disputadíssimas, especialmente nos fins-de-semana. Anote: 49, Rue Lucien Sampaix, metrô Gare de L’Est, linhas 4, 5 e 7 – se descobrir a regra para horário de funcionamento, por favor, me conte!

Chez Prune – com decoração vintage e público descolado, está sempre lotado. Mas seja na calçada, dentro ou até mesmo encostado no balcão, sempre tem lugar para mais um. Chop, vinho, cerveja ou caipirinha, não importa. O que interessa é beber e conversar. À noite servem tábuas de frios e queijos. Anote: 36, Rue Beaurepaire, seg/dom – 10/01h.


Peniches da Rive Gauche – à margem esquerda do Sena, bem em frente à biblioteca Mitterrand (Bibliothèque Nationale de France), e afastado do burburinho do centro, há  vários peniches (barcos que funcionam como bares) que ficam lotados. A maioria deles tem música. O La Dame de Canton tem DJ, pizzaria e uma programação de shows. E um segredinho: é cheio de franceses! Anote: Quai François Mauriac; funcionamento apenas na primavera e no verão. Desça na estação Quai de la Gare/linha 6.




Rue de la Butte-aux-Cailles – a rua fica do tranqüilo e afastado 13º arrondissement, bairro que ainda conserva muitas casas, vilas e ruas de paralelepípedo. A região dos bares lembra a deliciosa Vila Madalena. Sugestões: O Cinq Diamants é um bar com boa música, vários tipos de “pression”(chop) e drinks como mojito e caipirinha! Entre 18 e 21 horas há preços especiais para os drinks. No Chez Gladines (restaurante famoso por sua comida basca) a espera por uma mesa não é tortura: com sangria na calçada, ninguém vê o tempo passar. O Chez Mamane e o Sanson seguem a mesma filosofia. Desça na estação Corvisart/linha 6.


Bares para ouvir música  – estilo pub, com boa música, lotado de gente. O Stolly’s bar, localizado no burburinho do Marais e a menos de 30 metos da Rue Rivoli, tem um clima legal e cerveja barata; a música pode ser um pouco alta (tock o tempo todo!)… nessa caso, o melhor é conseguir um lugar na calçada. Anote: 16, Rue Cloche Perce; seg/dom. – 18h30/2h; estação Hôtel de Ville/linha 1. O Le Piano Vache fica numa rua tranquila do Quartier Latin. Escuro e descontraído, é o lugar para quem curte rock e o DJ manda muito bem! Há noites especiais de Rock anos 80, Punk Rock e jazz (veja a programação musical aqui). Costuma ficar cheio. Aviso: é impossível querer ir embora cedo!  Anote: 8, Rue Laplace ter/sex. – 12/2h, sáb. 18/2h.

#baresemParis #dicasdeParis

0 views0 comments